Qual o melhor tom de luzes para mim?

As luzes são ideais para quem quer dar apenas uma clareada nas madeixas, sem deixar de manter a cor natural delas. Isso porque cerca de 50% dos fios são descoloridos neste processo, o que produz mechas sutis que se misturam à cor original do cabelo.

Mas é preciso ficar atento ao tom do seu cabelo, para escolher a cor de luzes ideal para você. Reflexos de cabelo são uma tendência que veio para ficar, mas para ficarem bonitos, devem combinar com a cor dos seus fios. Veja dicas para escolher o tipo de reflexo certo e arrasar:

Leve em consideração seu tom de pele

Negras ficam lindas com luzes de tons mel e marrons caramelados. Loiras naturais podem chegar até o platinado, enquanto as morenas devem apostar nos loiros dourados. Para aquelas que preferem tons amarronzados, minhas sugestões são os caramelados ou o mel, evitando os avermelhados.

Lembrando sempre que esses são apenas alguns padrões convencionais. Isso não quer dizer que você não possa subvertê-los e ousar um pouco mais nas combinações. Afinal, também é essencial que o resultado seja aquele idealizado.

Fique atento com a cor de seu cabelo

É preciso ficar atenta ao seu tom do seu cabelo, para escolher a cor de luzes ideal para você. Elas podem ser feitas por todo o cabelo ou apenas em pequenas partes. Os tons claros, por exemplo, dão uma aparência queimada de sol e devem ser feitos em cabelos mais claros.

Tenha paciência

Nem pense em ficar loira de um dia para o outro e ainda querer fios perfeitos. Vá com calma! “A descoloração deve ser feita aos poucos para manter os fios saudáveis. O cabelo escuro leva cerca de três meses para chegar ao loiro. Já o castanho-claro descolore em menos tempo.

Nos fios quimicamente tratados, ou seja, mais fragilizados, a descoloração merece cuidado redobrado. O ideal é clarear em várias etapas e recorrer às máscaras de nutrição e reconstrução para prevenir danos. Para prevenir a queda ou o desgaste do cabelo, hidrate-o semanalmente com uma máscara à base de aminoácidos, proteínas, queratina e colágeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *